terça-feira, 15 de maio de 2012

Exposição Milton Dacosta, a Construção da Forma na Caixa Cultural Rio de Janeiro até 1º de julho

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresentará, a partir de hoje, 15 de maio a 01 de julho, a exposição Milton Dacosta, a Construção da Forma, A mostra mapeia a produçãode um dos ícones da arte moderna no Brasil, através de um conjunto de 45 obras,disponibilizadas de coleções públicas e particulares, além do acervo familiar, realizadas desde a década de 1930 até 1980. A visitação acontecerá de terça a domingo,das 10h às 21h, com entrada franca.
A visitação da exposição se iniciará com suas primeiras produções: retratos e paisagens impressionistas, nos quais já ficam evidentes características que o acompanhariam por toda a vida: o senso de construção formal, o desinteresse por temas regionais e a capacidade de captar a essência dos assuntos escolhidos. Em seguida, estão obras da década de 1940: figuras de pescoço longo e cabeças ovaladas, nas quais percebe-se a influencia da escola de Paris, especialmente de Cézanne, Modigliani e De Chirico.
Os anos 1950 estão representados por trabalhos construtivistas, considerados os mais importantes de sua obra. Foi nesse período que o artista representou o Brasil na XXV Bienal de Veneza e recebeu o prêmio Melhor Pintorna II Bienal de São Paulo, com a obra Construção. No final dadécada de 1960, e até seus últimos anos, o artista realizou suas sensuais Vênus, um sucesso de vendas, mas rejeitado por parte da crítica da época.
A mostra, sob a curadoria de Denise Mattar, também apresenta uma cronologia ilustrada sobre o artista, com a exibição de fotos e o vídeo realizado por Mário Carneiro sobre sua vida e obra, com depoimentos e recortes históricos. Para Denise, a exposição não pretende ser uma simples retrospectiva, mas sim traçar o percurso poético do trabalho de Dacosta. “A exposição busca estabelecer a ligação que esses trabalhos têm com sua produção anterior, enfatizando a coerência que permeou a trajetória do artista”, explica a curadora.
Milton Dacosta é um dos mais valorizados pintores brasileiros e tem obras nas maiores coleções particulares e em museus do Brasil e do mundo. Ainda menino, teve Antônio Parreiras como um de seus primeiros mestres, e foi um dos fundadores do Núcleo Bernadelli, grupo de pintores modernistas brasileiros que enfatizava a liberdade de expressão artística. O grupo foi fundado em 1931 com o objetivo de criar uma alternativa para o ensino oficial da Escola Nacional de Belas Artes.

Construcão sobre fundo negro (1955 / Milton Dacosta)

Serviço:
Milton Dacosta, A Construção da Forma
CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 2
Avenida Almirante Barroso,25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Informações: (21) 2544-4080
Visitação: de 15 de maio a 1º de julho
Horário de visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Entrada franca
Classificação Livre
Agendamento de visitas mediadas e traslado (ônibus) para escolas públicas: (21)2544-4080 // agendamento.rio@gentearteira.com
Acesso para pessoas com deficiência
Programação completa da CAIXA Cultural: www.caixa.gov.br/caixacultural