quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Roda de samba com Mônica Mac e Barbeirinho do Jacarezinho como convidado nesta sexta no Trapiche Gamboa

Roda de samba da cantora Mônica Mac, com o compositor Barbeirinhbo do Jacarezoinho como convidado especialíssimo, nesta sexta-feira, 06 de novembro, a partir das 22h30, no Trapiche Gamboa.

Monica Mac é natural de Niterói, nascida em família de músicos, pedagoga por formação e cantora por devoção. Há 20 anos dedica-se exclusivamente à música como profissão e nos últimos 10 anos deu ao samba papel de destaque no seu repertório. Com sua forte voz, carisma e seu jeito peculiar e empolgante de se apresentar, tornou-se referência no cenário do samba niteroiense e conquistou um público exigente e amante do gênero. 

BARBEIRINHO é cantor, cavaquista, integrante do divertido grupo de samba "Trio Calafrio" e nada menos do que um compositor abençoado pelo também compositor Aldir Blanc. Foi eternizado na voz de Bezerra da Silva e também gravado por Zeca Pagodinho, Neguinho da Beija Flor, Almir Guineto, Arlindo Cruz e Dudu Nobre, por exemplo. 
Será mais uma roda de samba em edição única e exclusiva na Gamboa para não deixar ninguém parado.



Sobre a casa "Trapiche Gamboa":
Situado no berço do samba, na Gamboa, entre a Pedra do Sal, a Ladeira do Valongo e o Largo da Prainha, entre o centro da cidade e o bairro da Saúde, o Trapiche Gamboa é um grande sobrado do século XIX (1857) e foi inaugurado como casa de shows em 2004. Ele se tornou um refúgio para o samba de roda (a mais autêntica forma de música brasileira) e consagrou-se como uma das maiores, mais bonitas e aprazíveis casas (de samba) da cidade. Importantes sambistas já passaram por lá e exímios músicos da nova safra do samba do Rio de Janeiro frequentemente realizam as magistrais rodas da casa.
A arquitetura de 1857 e com pé direito de 13 metros está conservada com piso original e parede de pedra revestida com óleo de baleia. Antes de abrigar a casa de samba, o sobrado era uma oficina mecânica.
Quem é do samba ou quer conhecê-lo melhor e mais de perto, seja carioca ou turista, deve visitar o Trapiche Gamboa, endereço de uma boa combinação de petiscos e de roda de samba como a dos antigos terreiros. No segundo andar, há ainda um mezanino onde é possível bater um papo com menos barulho. Já no terceiro andar, uma varanda oferece ar fresco com um barzinho à disposição. É bem aconchegante e convidativo.

Serviço:
Roda de samba com Mônica Mac e Barbeirinho do Jacarezinho 
Trapiche Gamboa
Rua Sacadura Cabral, 155, Gamboa. (próximo à Praça Mauá, entre a Pça. Mauá e o Hospital dos Servidores)
Tel.: 2516-0868.  
Couvert artístico: R$30,00 (R$25,00 na lista amiga pelo e-mail trapichegamboa@ig.com.br). 
Classificação etária:18 anos. 
A casa abre às 19h30. Aceita cartões de débito e crédito. Reservas de mesa também pelo e-mail trapichegamboa@ig.com.br
Classificação da casa: durante a semana: livre | sextas e sábados: 18 anos.
Abertura da casa: segunda à quinta: 18h30 | sexta: 19h30 | sábado: 20h30.
Horários dos shows: segunda à quinta: 20h30 | sexta e sábado: 22h30.
Aceita cartões de crédito e débito.
Faz reservas de mesas (tels.: 2516 0868 / 2233 9276 / e-mail:  trapichegamboa@ig.com.br).
Capacidade: 250 pessoas