quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Reumatologista dá dicas para pessoas que pretendem se exercitar no verão

Com a chegada do verão e a oportunidade de aproveitar as horas extras de sol, é comum várias pessoas procurarem academias e espaços ao ar livre para se exercitarem.
Para estas pessoas, o reumatologista, membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia, Dr. Carmo de Freitas, dá algumas dicas que, se forem seguidas corretamente, podem evitar diversos problemas.
“Na prática de exercícios físicos nesta época do ano, em que as temperaturas são maiores, há cuidados básicos que podem evitar, além das lesões, outros problemas comuns, como: mal estar, desconforto, insolação e desidratação”, ressalta o médico.
De acordo com o especialista, todo cuidado é pouco com as articulações. “Caso a pessoa opte por treinar em espaços abertos, é necessário estar atento ao horário de pico do sol, entre 10h e 16h. Quando o corpo não consegue eliminar o calor produzido, ocorrem às chamadas lesões pelo calor. Estas lesões podem ocorrer devido à falta de água no organismo e pelo superaquecimento das articulações”, explica Dr. Carmo.
 
 
Atividade fisíca (divulgação)

Hidratar-se de forma adequada é outro fator importantíssimo, segundo o reumatologista. Isso evita o mal estar causado pelo aquecimento e a desidratação. “Procure substituir os refrigerantes por água mineral, isotônicos e sucos adoçados com mel ou açúcar mascavo”,acrescenta.
Para quem está muito acima do peso ou com problemas de articulação é mais indicado atividades de baixo impacto.“Caminhada, hidroginástica e bicicleta são os mais indicados nestes casos e também para quem tem diabetes”, informa Dr. Carmo de Freitas.
Para finalizar, uso de filtros solares e roupas adequadas. “Opte por roupas claras e confortáveis. Tênis de corrida, bonés e óculos escuros também são acessórios indispensáveis para esta época do ano”, indica o médico que ainda alerta: “mesmo sabendo de tudo isso, é interessante conversar com um bom profissional antes de iniciar qualquer atividade física, para saber o que fazer, como fazer e o que evitar”.