quarta-feira, 9 de maio de 2012

55ª Edição da Mostra World Press Photo na Caixa Cultural do Rio de Janeiro até 03 de Junho

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresentará até 03 de junho, a 55ª edição da mostra World Press Photo (WPP), a mais importante exposição de fotojornalismo do mundo. Com patrocínio da Caixa Econômica Federal, do Governo Federal, da Oi, e apoio do Oi Futuro, a WPP 2012 trará para o público carioca 170 fotos, de 57 fotógrafos, consideradas as melhores imagens publicadas na imprensa mundial em 2011, cobrindo diversos assuntos como política, economia, esportes, cultura e natureza. A mostra tem entrada franca e estará aberta de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
O WPP é um concurso internacional que, em 2012, reuniu 5.247 fotógrafos profissionais, fotojornalistas e fotógrafos documentais de 124 países, totalizando 101.254 imagens que foram avaliadas por um júri de 19 profissionais reunido em Amsterdã – sede da WPP – entre janeiro e fevereiro deste ano.
A foto vencedora desta edição foi feita pelo espanhol Samuel Aranda durante os confrontos em Sanaa, Iêmen, em 15 de outubro de 2011. Na imagem, vemos uma mulher com o rosto e corpo completamente encobertos por um véu preto, com o filho ferido em seus braços, dentro de uma mesquita que vinha sendo usada como hospital por manifestantes. O fotógrafo estava em missão pelo jornal The New York Times e registrou essa imagem que, em muitos aspectos, lembra a figura bíblica da Pietá – também uma das mais famosas esculturas de Michelangelo. O presidente do júri da WPP, Aidann Sullivan, na ocasião do anúncio da foto vencedora, falou: “Nós talvez nunca saibamos quem é esta mulher, segurando um parente ferido, mas juntos eles se tornam uma imagem viva da coragem das pessoas comuns que ajudaram a criar um capítulo importante na história do Oriente Médio”.
Não é de hoje que a nossa janela para o que acontece no mundo é o fotojornalismo. É por intermédio do trabalho – muitas vezes de risco – dos fotógrafos que vemos o que um texto apenas relata e descreve. Foi assim que, durante o ano passado, o mundo acompanhou protestos, conflitos e mudanças sociais e políticas em diversos países como Tunísia, Líbano, Líbia, Argélia e Iraque, entre outros,na chamada Primavera Árabe, que teve seu ponto de partida em dezembro de 2010, quando um jovem tunisiano ateou fogo em seu próprio corpo, protestando contra as condições do país.
Esse acontecimento histórico também está retratado na foto vencedora na categoria Notícias em Destaque - Single, com rebeldes resistindo contra o líder líbio Muamar Kadafi, e na categoria Notícias em Geral - Single, com um registro do italiano Alex Majoli. Na foto, manifestantes choram, cantam e gritam, em uma praça no Cairo, após presenciarem o discurso em que o presidente egípcio Hosni Mubarak afirma que não deixaria o poder. Mubarak, no entanto, renunciaria à presidência do Egito, onze dias depois.
Além de Aranda e Majoli, o júri do WPP premiou, em nove categorias, outros 55 fotógrafos de diversos países, como: Afeganistão, Argentina, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Japão, África do Sul, Espanha, Suécia, Reino Unido, EUA e México, entre outros.

Tsunami no Japão, Esportes, Artes:
Como em todos os anos, a WPP traça um panorama do que aconteceu no mundo, sempre abordando diversos temas, em diferentes categorias, como esportes, cultura eentretenimento, retratos e outros temas impactantes.
Em 2011, além de acompanhar os acontecimentos nos países árabes, o mundo também assistiu às tragédias no Japão e sofreu com os japoneses, quando um terremoto de magnitude 9.0 atingiu a região de Fukushima e arredores, provocando um tsunami que destruiu cidades e devastou populações. Esses acontecimentos aparecem em 2º lugar na categoria Notícias em Geral - Série defotos, com o italiano Paolo Pellegrin.
A mostra segue com uma modelo nas ruas de Dakar, Senegal, com em Arte e Entretenimento – Single; a Guerra dos Rinocerontes, com o em Natureza - Série de fotos; o rosto de uma atriz iraniana em Retratos - Single, e cinco atletas enquadrados em uma mesma foto que registra um treino de salto ornamental, aqual ficou com o 2º Lugar em Esportes - Série de fotos, entre outras imagens.

Este ano, o júri concedeu Menção Especial em 2012 para aimagem de um combatente do Conselho Nacional de Transição da Líbia puxando o ditador Muammar Kadafi para dentro de um veículo militar. A imagem foi retiradade um vídeo filmado em Sirte, na Líbia, em 20 de outubro de 2011. O presidente do júri Aidan Sullivan comentou: "A fotografia capta um momento histórico, uma imagem de um ditador e sua morte que, de outra forma, não teria sido vista se não tivesse sido fotografada por um membro do público".
O júri considera um documento visual para a Menção Especial quando aimagem em questão desempenha um papel essencial na cobertura jornalística do ano, a qual não poderia ter sido feita por um fotógrafo profissional.
Especialmente sobre a mostra deste ano, a produtora da exposição e representante da instituição holandesa no Brasil, Flávia Moretti da Capadócia Produtora Cultural ressalta: “A WPP de 2012 tem um caráter muito mais de panorama atual e impactante dos acontecimentos mundiais, que um viés de retrospectiva histórica.”

Foto vencedora de Samuel Aranda (divulgação)
Serviço:
World Press Photo 2012
CAIXA Cultural Rio Janeiro – Espaço Livraria
Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21) 2544-4080
Visitação: de 08 de maio a 03 de junho de 2012
Horários: de terça a domingo, das 10h às 21h
Informações, agendamento de grupo e transporte (ônibus) para escolas públicas: (21) 2544-4080 / e-mail: agendamento.rio@gentearteira.com
Classificação: 16 anos
Entrada Franca
Acesso para pessoas com deficiência
Programação completa da CAIXA Cultural www.caixa.gov.br/caixacultural