quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Fomente Cultura novo portal que estimulará novas produções culturais em todo o Brasil

Foi lançado nesta quinta-feira, 08 de dezembro, o portal Fomente Cultura. Criado por Ana Ferguson e Solange Bighetti com a parceria de Brezinski, o portal abrigará projetos culturais que fazem a diferença. A ideia será movimentar e aquecer o setor da cultura, estimulando tanto a criação quanto a produção em si de eventos, shows de música, dança, audiovisual, todas as áreas.
Trocando em miúdos: tornar viável e colocar em prática ideias com a ajuda de pessoas comuns, o famoso financiamento coletivo. “Quase sempre, artistas e produtores dependem de patrocínio dos governos ou das empresas. Mas a população, os fãs, todos podem colaborar. É a lei do de grão em grão, a vitória do colaborativo. No ano passado, dos 10.872 projetos inscritos na Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet) 6476 foram aprovados e apenas 30% (1951) conseguiram captar verba”, resume Ana.
Segundo Solange, a expectativa é de conseguir materializar, concretizar no mundo real mais projetos. “O Brasil necessitará de um grande número de entretenimento para o público que virá para a Copa do Mundo, por exemplo. Hoje, vemos uma procura cada vez maior por profissionais com formação qualificada na área, e isso tende a aumentar, principalmente, com a realização dos grandes eventos.”
A dupla paulista Ana Ferguson e Solange Bighetti realizou, em maio, a primeira rodada de negócios da cultura – Cultura Brasil 2011 - que colocou frente a frente 2.200 profissionais de todo o Brasil que trabalham no setor¸ com a intenção de criar uma grande rede de relacionamento de trabalho e contribuir para dar ao segmento visão de empresa e negócio.
Assista ao clipe oficial no link: http://www.youtube.com/watch?v=gz9IGuHclNQ



O Fomente Cultura terá duas diferenças em relação às outras páginas do tipo: receberá projetos também enquadrados na Lei Rouanet e, ainda, uma área exclusiva para universitários. “Eles têm muito a contribuir com projetos pequenos”, diz Ana, que além do Instituto Dominus, coordena o curso de Produção Cultural na Universidade Candido Mendes. Ela ressalta que frequentemente, projetos já aprovados pela lei de incentivo não conseguem captar a verba necessária para sua realização. Investidores e patrocinadores poderão acompanhar a captação. Para cada valor de colaboração haverá diferentes retornos, que vão de ingressos para shows, camisetas, CDs até camarote ou encontro com o artista, dependendo do caso.
Paralelamente ao portal, haverá o blog fomentecultura.com. A rede social garantirá a rápida circulação de informações e exposição de apoiadores e patrocinadores. O movimento de crowdfunding chegou ao Brasil no final de 2010, como um tipo de agenciamento. “Como tudo na web, estamos abertas a todas as regiões brasileiras. A internet pode ser a salvadora da pátria para os artistas se divulgarem e fazer acontecer. Afinal, cultura é tudo!”, resume Solange.
O www.fomentecultura.com.br também abrigará projetos sociais.