segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

BioSafe lança cursos para proporcionar ceias seguras

Não é só a redução de colesterol ou gorduras que se faz uma ceia saudável, o preparo, tempo de exposição e até o aproveitamento das chamadas “sobras” também influenciam na saúde à mesa. E para evitar incidentes de contaminação por germes e bactérias na comida, a BioSafe Segurança de Alimentos montou o curso“Garantindo a Segurança dos seus alimentos nas Festas de Fim de Ano”, que acontecem nos dias12 e 14 de dezembro, na Barra da Tijuca.
As aulas são desenvolvidas para atenderem a empreendedores, responsáveis pelos serviços de alimentação e até leigos (como pessoas que têm o hobby de cozinhar ou, ainda, que aproveitam essa época do ano para trabalhar com a encomendas de pratos das festas), serão ministradas pela veterinária especializada em bacteriologia e diretora-técnica da BioSafe Cynthia Rubião.
Segundo Cynthia, a ideia da criação do curso surgiu por conta de estatísticas do Ministério da Saúde, as quais mostram que, nem sempre, o perigo está em fazer refeições fora de casa:
-Todo ano, o maior número de pessoas que passaram mal por alimentação contaminada tiveram origem em comidas preparadas em casa. E, nessa época, como clima mais quente, ainda há mais chances de um incidente dessa natureza ocorrer”, explica.
Também de acordo com a especialista, os alunos aprenderão aprover maior segurança em várias etapas dos preparativos das festas, desde a compra dos produtos ao momento de aproveitar os alimentos que restaram para o almoço do dia posterior às ceias:
Reutilizar tudo o que sobrou das ceias, sem cuidado nenhum, é outro equívoco muito comum praticado pelas famílias brasileiras. Há produtos alimentícios que demandam menor tempo de exposição e até técnicas para que não se estrague ou se contamine por microorganismos”, alerta Cynthia.
A veterinária ainda detalha que nem sempre comer em demasia é a causado mal-estar: A origem da indisposição estomacal, por exemplo, pode não ser causada por excessos à mesa e, sim, por aquele arroz contaminado, que não foi servido na temperatura ideal. Nesse caso, o uso de um termômetro específico poderia dizer se a comida está ou não segura”, completa Cynthia.
 Em janeiro, os cursos Panorama Mundial da Segurança de Alimentos e Responsáveis por Serviços de Alimentação também serão realizados pela BioSafe. O objetivo será de preparar bares, restaurantes e profissionais da área de gastronomia para o verão, que além das altas temperaturas será época de grande movimentação do turismo, inclusive, de público internacional que costuma ter exigências até mais severas em relação à segurança alimentar.


As vagas dos cursos,incluindo os de dezembro, estão abertas e são limitadas. Para mais informações, acessem o site www.biosafelab.com.br ou telefone (21)3154-1137.
Calendário:
Garantindo a segurança dos seus alimentos nas festas de fim de ano nos dias 12 e 14 de dezembro
Panorama Mundial de segurança de alimentos - Janeiro
Responsáveisporserviços de alimentação - Janeiro