terça-feira, 4 de outubro de 2011

Samba da Alforria receberá nesta sexta-feira Serginho Meriti no Grajáu Tênis Clube

O samba da Alforria  receberá sexta-feira,7 de Outubro,  a partir das 20 horas, o cantor e compositor  Serginho Meriti , no Grajaú Tênis Clube, a  preço popular.
Sérgio Roberto Serafim, nasceu em Madureira, mas foi criado em São João de Meriti, onde  foi rebatizado Serginho Meriti, apelido que o consagrou. Aos 27 anos de idade, Serginho entrou em estúdio pela primeira vez na companhia de Neguinho da Beija-Flor e Dicró entre outros para gravar o seu primeiro sucesso "Balanço do Mar", em parceria com Carlinhos PQD.
Autor de mais de 700 composições gravadas por nomes como Zeca Pagodinho, Alcione, Almir Guineto, Bebeto, Bezerra da Silva, Martinho da Vila, Exaltasamba, e Evandro Mesquita, Leandro Sapucahy  entre outros.
Serginho sempre foi um apaixonado por MPB. Esse entusiasmo e suas andanças pelo meio musical o levaram a fundar junto com Jorge Ben Jor, além do conjunto Copa 7 e os Devaneios, nos anos 70, o Movimento Swing, cujas primeiras sementes foram lançadas por Wilson Simonal, na década de 60. A aceitação foi tão boa que resultou em dois LPs.
Mas o salto para a fama se deu através do seu padrinho musical, Roberto Menescal que o levou para a gravadora multinacional, Poligram, em 1989. Com 376 composições gravadas por nomes como Zeca Pagodinho, Alcione, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Alcir Marques, Bandeira Brasil, Toninho Geraes, Martinho da Vila, Cidade Negra, Belo, Exalta Samba e Evandro Mesquita (ex-Blitz) entre outros. Algumas de suas composições entraram para a história da MPB como "Quando Eu Cantar" (que ficou conhecida como "Iáiá Iáiá") gravada por Zeca Pacodinho e "Negra Ângela", na voz de Neguinho da Beija-Flor.
É difícil enumerar todos os sucessos num universo tão vasto, mas além desses dois acima citados, fiquemos com o mais recente "Deixa a Vida me Levar", gravado por Zeca Pagodinho e ganhador do Grammy Latino em 2003 e o Prêmio Tim em 2004 de melhor samba. Esse samba é tão bom que virou uma espécie de hino da Seleção Brasileira antes, durante e depois da conquista do Penta, em 2002. Só para se ter uma idéia do valor desse prêmio, Serginho Meriti foi às finais com dois monstros sagrados da nossa música: Milton Nascimento e João Bosco. Mas não pensem que ele parou por aí. Zeca Pagodinho acaba de gravar mais uma composição de Serginho em parceria com Jairo Aleixo, chamada "O Biscateiro" com direito a DVD. Também Alcione que no seu novo CD incluiu "A que mais Deixa Saudades", onde a intérprete logo na introdução faz uma saudação a Serginho: "Alô, Serginho! Mandou bem".
O Samba da Alforria retorna ao Rio de Janeiro, com o clima do saudoso samba boêmio, executado com maestria, samba pra dançar e cantar.
A roda chama-se “Samba da Alforria”, por uma referência aos abolicionistas e também por vir na contra-mão do que é mais propagado. Libertação é a palavra de ordem do Samba da Alforria. Liberdade para tocar e cantar músicas maravilhosas que esquecidas pelas rádios mais populares, voltam ao seu lugar de origem: A boemia carioca.


Serginho Meriti (divulgação)


Serviço
Samba da Alforria receberá Serginho Meriti
Grajaú Tênis Clube
Avenida Engenheiro Richard, 83 - Grajaú - Rio de Janeiro
Entrada: R$ 10 (Preço Popular)
Classificação: 14 anos
Informações: (21) 8384-5010 (Luciano Santos) / (21) 8384-5031 (Flávia Castro)