sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Olho Portátil transformando a realidade de jovens pela cultura digital em Uberlândia

Projeto trabalha com 80 crianças da periferia de Uberlândia que em breve apresentarão os resultados das oficinas em uma Mostra de Vídeos aberta ao público

A cultura digital como ferramenta de expressão artística e de inclusão social. Esse é o mote do Olho Portátil, projeto de formação cultural que envolve semanalmente 80 crianças e adolescentes de 11 a 14 anos, moradores de bairros da periferia de Uberlândia.
O projeto é realizado pelo EMCANTAR, por meio do Programa Algar Transforma – do Instituto Algar – e viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais com as escolas estaduais Lourdes de Carvalho e Professor Ederlindo Lannes Bernardes e as Ongs CASA e Ação Moradia.
As oficinas do projeto Olho Portátil acontecem todas as quintas e sextas-feiras no clube Cesag, bairro Alvorada.
Atualmente, os participantes do Projeto estão produzindo vídeos completos e totalmente autorais nas categorias Ficção, Documentário e Animação. A proposta é que produzam e comuniquem-se pelo universo digital, utilizando mídias acessíveis, ao gravar os vídeos com aparelhos celulares e postá-los na internet. Os vídeos produzidos durante o ano serão postados no blog, olhoportatil.blogspot.com, e apresentados em uma mostra aberta ao público que acontecerá em dezembro.
De acordo com André Salomão, coordenador das oficinas, a princípio, os participantes foram instigados a apurar seus olhares. “Estar atento a pequenos detalhes ou a coisas corriqueiras que passam despercebidas é fundamental para que a criança exercite aquele olhar curioso próprio da infância, que faz com que tudo seja interessante, fascinante. Munida deste tipo de olhar, a criança está preparada para registrar o que vê com uma câmera”, afirma André.
Ainda segundo ele, aprender técnicas de audiovisual e dispor de bons equipamentos é importante para que o resultado final seja de boa qualidade e isso é oportunizado aos participantes do Projeto Olho Portátil. “É impressionante ver como eles encarnam os personagens de diretor, cinegrafista, figurinista, maquiador, produtor e zelam pela qualidade dos vídeos produzidos. Aos poucos, nota-se maior comprometimento e a percepção da importância do trabalho em equipe, do desenvolvimento de habilidades e da valorização das capacidades individuais”, relata André.
A participante do Projeto, Débora Cristina Mendonça, conta o que sente: “Quando agente estava fora daqui, a gente não sabia fazer quase nada. Agora somos artistas!”, diz.


Projeto Olho Portátil em Uberlândia (divulgação)

O Instituto Algar

A Algar acredita que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor. É por isso que, desde 1994, o Grupo investe em programas sociais voltados à comunidade,com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira. Essa decisão da Algar é operacionalizada, desde 2002, pelo Instituto Algar e reflete o compromisso com a sustentabilidade, que permeia todas as ações do Grupo. São 3 programas sociais que juntos chegam a 10 cidades, 108 escolas, 10,8 mil alunos e 492 educadores e a participação voluntária de 436 associados da Algar.
Para saber mais, acesse: www.institutoalgar.org.br/algartransforma / www.emcantar.org