terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Viagem a Machu Picchu e a Waynapicchu

Caminhada, caminhada e mais caminhada...

Tudo começou por volta das quatro e meia da manhã, que foi mais ou menos a hora pela qual saí do hotel em Àguas Calientes até a entrada de Machu Picchu. Porém, no meio do caminho conheci uma holandesa muito simpática. Caminhamos aproximadamente uma hora até a segunda entrada da 'cidade perdida dos incas', onde fomos nos encontrar com nossos guias.
Quando cheguei encontrei visitantes de toda parte do mundo!!!

Detalhe importante para aqueles que querem conhecer este paraíso, por favor levem um lanche leve e uma garrafa plástica de água de litro com frutas, pois os preços são muito caros no local.

Para quem não conhece, se espanta com tamanha beleza da estrutura de Machu Pichu que foi construída no século XV e está em pé até os dias atuais. Muitos turistas vão ao vale sagrado para recuperar as forças perdidas e sem contar, a energia que a pessoa sente quando está num local tão exuberante.
As paisagens te hipnotizam com tanta beleza e com seu ar puro. Um local cheio de energias positivas que acabam limpando não só o corpo, mas a alma. Com uma beleza há mais de 2.400 metros de altitude a pessoa acaba esquecendo de tudo. A magia está em toda parte.








Waynapicchu é um local espetacular, mas somente podem entrar cerca de 400 pessoas por dia, pois o local em período de chuvas é muito escorregadio. Para subir, as pessoas não podem ter medo de altura e têm que contar com muito esforço físico. A subida é melhor em grupo, pois assim a pessoa terá mais incentivo para uma altura de aproximadamente 3000 metros acima do mar. Um local fantástico que não tem preço, onde você tem uma visão espetacular de Machu Picchu.